terça-feira, 10 de junho de 2014

Grateful...

 Ultimamente tem se feito algumas pesquisas na tentativa de buscar a responder o que deixa as pessoas realmente felizes. E o resultado é sem duvidas surpreendente. Não é seu carro do ano ou a sua namorada super gata, nem mesmo o emprego dos sonhos.  E muito menos ganhar na loteria. Na verdade a coisa é
bem mais simples do que imaginamos. E ela se resume em uma palavra. Gratidão!

Segundo a pesquisa você pode ser o cara da vez, o garoto em ascensão, o bilionário filantrópico filha da puta ou o bicho grilo lá da Praça 7.  Se você não for grato a alguém você não experimentou a essência da felicidade. E essa linha de pensamento é no mínimo curiosa. Por que quebra aquela filosofia de felicidade egoísta.

Parando pra pensar, o sentimento de felicidade faz com que a gente queira compartilhar dessa sensação com o mundo, com as pessoas a sua volta, de contagiar tudo. E quando ouvimos um “obrigado” isso meio que faz a gente ter um sorriso de lado. Mas a pergunta é: A quem da sua lista telefônica você seria grato?


 Respondendo a minha pergunta, somos gratos a quem nos faz crescer. Aquele quem aperta o botão de start da vida. Alguém que de certa forma foi um professor. E algum dia em espero poder dizer isso pessoalmente a um certo alguém.  Mas e você, pra quem ligaria nesse exato momento? 

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Dias Atuais

Tem horas que eu paro e penso, “que treta é essa que ta rolando nesse mundo e nos num estamos nem vendo, ou melhor, nem ligando?” Outro dia eu lembrei de um desenho animado que passava na TV que marcou época, e que não tem uma pessoa viva dos anos 80/90 que não se lembre. Capitão planeta! Já não se faz mais desenhos como estes. E a parte interessante do desenho era que o super herói podia ser qualquer um de nos. Era só contribuir com o planeta.

Trabalhavam nossa consciência ecológica em tempos que palavras como meio ambiente, ecologia, sustentabilidade, reciclagem ou aquecimento global, nem era tão famosas assim. E ate mesmo nem os adultos da época nem sonhavam com a revira volta que o mundo tomaria nos dias atuais.

Ai a gente para e pensa; a geração do capitão planeta cresceu, e o que ela fez? Nada! Salvo por alguns gatos pingados, mas a grande maioria faz parte do mercado consumista. Escravos, cegos e banais. O que torna a coisa ainda mais lastimável!
Hoje nus vangloriamos de clássicos como capitão planeta e outros mais. Mas o que nos, os adultos oriundos daquela geração épica, temos que procurar responder é; O que estamos deixando para as próximas gerações?

O triste é que muito responderia, o facebook

sexta-feira, 28 de março de 2014

Uma quinta feira qual quer

A vida é uma viagem e a estrada eu sigo. Ou é assim que funciona lá no fundo da cachola né. Por que fora dela eu to mais pra um daqueles meninos com cinco bolinhas na mão fazendo malabarismo. Pelejando pra não jogar tudo pro alto e cair na estrada de verdade, e sem viola no saco.

Quando se passa muito tempo olhando o sobe e desce dessas bolinhas você percebe que a vida é cheia de altos e baixos e que não tem como manter as cinco bolinhas no alto de uma vez. Trade Off ! Não da para ser grande e rápido ao mesmo tempo. Você levanta uma bola de cada vez.


Esse é o problema com escolhas.  Não da para fugir das consequências. E se por acaso, ou não, você se acha uma pessoa bem sucedida com as escolhas que vez no seu jogo de malabares, eu lhe faço apenas uma pergunta;  A criança que você era, teria orgulho da pessoa que você se tornou hoje? 

domingo, 9 de fevereiro de 2014

Pensando Bem...

Geralmente eu gosto de debater alguma coisa diferente, viajar por alguma idéia sem nenhum nexo ou apenas expor meu senso critico em relação as coisas que acontece no dia a dia. Chega a parecer que  tudo isso possa ser sintomas de uma “síndrome” qualquer ou talvez eu descreva tudo isso aqui simplesmente pra dar uma aliviada na cachola. Pensar é bom, mas as vezes é entorpecente de mais. Por tanto, a idéia central deste texto é a simples idéia de não ter idéia.

É como dizem; mente vazia oficina do diabo. E então seu diabo, o que temos pra hoje? Não vá me dizer que ate você anda sem idéias. Eeeee... parece que acertei na mosca neh! Pois bem, tive uma idéia. Senta ae.. Vamos troca uma prosa. Diz ai, como anda o Homi lá em cima? Castigando a geral? Pensei numa coisa aqui, olha só que engraçado...  “Se Deus é justo, quem inventou o julgamento? “  Você ri neh! Parece que tudo o que gera duvida você ganha o credito. E olha que você nem existe em! Mas conta ai...  O diabo veste Prada mesmo?

Olha que viagem... Visto que o Universo não tem idéias. Sentir é criar. Sentir é pensar sem idéias, e por isso sentir é compreender. Então logo se você não consegue compreender o meio em que vive, você não esta sentido. Não esta vivendo. Sinistro neh! Mas e você, esta vivendo?

No final é como diz uma das musica do Gabriel;


"Pensa! O pensamento tem poder. Mas não adianta só pensar. Você também tem que dizer! Diz! Porque as palavras têm poder. Mas não adianta só dizer. Você também tem que fazer! Faz! Porque você só vai saber se o final vai ser feliz depois que tudo acontecer."