quinta-feira, 19 de setembro de 2013

A síndrome do Tormento


Na sabedoria oriental, o segredo de uma vida prospera e com bons resultados, é trabalhar o corpo e a mente. Mas aqui, no meu mundo, mente e corpo já declaram guerra há muito tempo. Não há espaço para coexistência. A mente é prisioneira do corpo, e o corpo faz valer as leis naturais conforme a programação genética.

Aqui o café é amargo, a água é salgada, o açúcar é diabo, o verde é vermelho, o ar é seco e o tempo é frio. O mundo gira a cabeça dói. O cigarro é vicio e o álcool é morfina. O tempo passa a barba cresce e a chuva cai. O cérebro da à ordem o corpo trava e o pâncreas entra em crise. A morfina cai à dor aumenta o cigarro acaba a mente enlouquece.

Abstinência!  Abstinência de lucidez.  Então por uma rua eu fui e pela outra eu voltei. E então a luz apago, a noite caiu, o riso sumiu e a utopia não veio. E tudo acabou, e tudo sumiu, e tudo mofou. Mas e a vida?

A vida meu caro, não passa de um suicídio a longo prazo. Não se engane, loucura é acreditar que se esta lúcido!


Nenhum comentário:

Postar um comentário