domingo, 11 de novembro de 2012

A síndrome da evolução


As pessoas temem aquilo que não entendem. Com a evolução é assim! Essas pessoas se recusam a acreditar que nós, meros humanos, originamo-nos de seres simples. É um pouco complexo de entender a evolução, é verdade. Afinal a mente descontinua das pessoas impossibilita a formulação do contexto em seus cérebros. E em resposta a isso, elas ignoram completamente a evolução e se devotam a um ideal, um arquiteto!

Para essa grande massa, esse arquiteto é o responsável por criar todas as espécies visíveis e invisíveis existentes neste planeta. Com seu pincel ele criou o mundo em seis dias, fez a cada um de nos. E ainda conseguiu juntar o inútil com o desagradável e criar alguém.

Se formos seguir esse raciocínio, imagina o quanto impiedoso era esse arquiteto, ao ponto de juntar tudo o que é de ruim, que possas existir, e colocar tudo em um individuo. Imagina a quantidade de esboços descartados que ele se negou a dar o direito da vida. Sem falar no imenso gasto de matéria prima que ele descartara. Simplesmente ridículo tudo isso!

A evolução funciona justamente para não existir todas essas maluquices que dizem. Ela faz com que, por meio de um rigoroso processo seletivo as espécies fossem se diferenciando e adaptando-se a cada minúsculo lugar possível de existir uma vida. Desta forma e juntamente com um componente extra, a competição, cada espécie desenvolveu mecanismos únicos para driblar as pressões exercidas sobre elas. E com tudo, temos hoje essa vasta variedade de espécies.

Cada um acredita no que quiser, absorve aquilo que lhe convém e se contenta naquilo que consegue ver. Você pode continuar ignorando a evolução, mas não pode nega-la. Afinal sem ela seriamos seres unicelulares ate hoje!

Nenhum comentário:

Postar um comentário