quinta-feira, 10 de maio de 2012

No Silêncio da Observação



Eu escrevo o que observo e não o que sinto. Por que sentir... Sentir não faz sentido. Todos mostram lados controversos. As observações têm uma logica e essa logica tem explicações, argumentos. E só convencemos as pessoas com argumentos, e não essas bobagens alheias que escutamos por ai.

Por que palavras não mostram nada, atitudes sim! E provavelmente suas atitudes mostraram o contrario do que você diz. Afinal todo mundo mente. Só tome cuidado para não enganar e mentir para se mesmo. Por que a partir dai você não se reconhece mais.

Você pode absorver pra si as coisas que você acha que tem algum valor. E mesmo que você tente achar o significado disso tudo, no final você não acha nada. Esta tudo bem em imitar alguém que respeite, mas você não pode se tornar esse alguém.

E então me perguntam quem eu sou. Eu digo:
- Sou o que sou, quando dizem o meu nome não sou mais eu. Quem sou eu? Eu sou o silencio! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário