sábado, 18 de fevereiro de 2012

Simplesmente Tempo


Tempo! É sempre a mesma coisa. Sem tempo, não dá tempo, ganhar tempo, perder tempo, falta tempo, tempo não passa, tempo passa rápido de mais, esperar o tempo, correr contra o tempo... Tempo! Tempo! Tempo! Afinal quem é esse tal de tempo?

Nosso grande inimigo ou amigo. Bom ou ruim, não importa. Sempre seremos seu escravo. Nunca soubemos enxergamos seu valor. Passamos a vida toda buscando por tempo e no fim nunca temos tempo. E quando temos não queremos ter.

Lembro-me das fases do “tempo”. Quando nos levam para um passeio. Quando passamos a pedir por um passeio. Quando pedimos pra deixar ir a um passeio. Quando estipulavam hora pra voltar de um passeio.Quando saiamos para um passeio escondido. Quando falava “estou saindo”. Quando já não se fala mais nada. Por fim, começa tudo de novo. Mas desta vez você dita às regras. E entende o tempo.

No fim das contas contar com o tempo é um saco. E sempre vai haver um desejo de manipular o tempo. De estar longe do tempo. De voltar no tempo. De apenas esperar o tempo.

Tempo! Só te peço uma coisa. Me dê tempo! Porque ninguém sabe o tempo que temos, para passar com as pessoas que determinamos mais importantes pra nós.

Nenhum comentário:

Postar um comentário